Após o falecimento do FUNDADOR, MORIHEI UESHIBA, em 1969, seus descendentes e muitos dos seus alunos diretos deram continuidade ao seu trabalho, enriquecendo e diversificando a interpretação da nossa ARTE.

 
Dentre os muitos seguidores diretos do FUNDADOR, destaca-se para nós:
 
MORIHIRO SAITO.
   
   
 
 
 
 
MORIHIRO SAITO viveu, estudou e juntamente com sua família, serviu ao FUNDADOR MORIHEI UESHIBA, por aproximadamente 23 anos.
 
Nos momentos finais da sua vida, O FUNDADOR confiou ainda ao seu estudante MORIHIRO SAITO a responsabilidade de cuidar do AIKI-JINJA e do DOJO de IWAMA.
 
O trabalho de cuidado e preservação deste dois MARCOS HISTÓRICOS do AIKIDO foi feito incansavelmente por MORIHIRO SAITO e sua FAMÍLIA até a chegada do seu próprio falecimento em 2002.
 

Com o conhecimento adquirido diretamente do FUNDADOR, MORIHIRO SAITO desenvolveu um sistema único de estudo, ensino e prática do AIKIDO, que se caracteriza por um VIGOROSO TREINO do AIKI-TAI-JUTSU BÁSICO (KIHON), correlacionado diretamente com o treino do AIKI-BUKI, ou seja AIKI-BOKEN (que usa uma espada de madeira) e o AIKI-JO (que usa um bastão de madeira).

 

Aos poucos seu nome e notícias do seu trabalho chegaram a muitas escolas de AIKIDO em partes distintas do mundo, gerando uma peregrinação de AIKIDOKAS em direção a IWAMA. Em meio aos AIKIDOKAS que viajavam para estudar com o MORIHIRO SAITO SENSEI, nasce também o nome IWAMA-RYU.

 
MORIHIRO SAITO SENSEI deixou muitos seguidores em todo o mundo e entre nós, especialmente, se encontra seu filho e herdeiro HITOHIRA SAITO.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
 

 

 
 
 
 

 

   
   
   
 
 
 
 

No 13° dia do mês de Maio, do ano de 2002, aproximadamente as 21 horas, hora do Brasil, recebi um telefonema vindo da cidade de Iwama-Japão com a notícia de que MORIHIRO SAITO SENSEI nos tinha deixado. 

 

Eu realmente não sei o que o nosso encontro, e o tempo que vivi e estudei com aquele homem, significou para ele. Eu somente posso saber como que esta experiência tem me afetado desde aquele primeiro encontro.

 

Do tempo que vivi e treinei em Iwama e pelos anos que se seguiram, até a presente data, venho tentando entender o que ele nos mostrou através das suas aulas, seminários e palavras.

 
Eu, especialmente, busco este entendimento através da lembrança de algumas instruções pessoais que recebi diretamente dele.
 
 
 
 
 
 
   
   
 
 
 
A partida daqueles que nos são caros é sempre prematura, particularmente daqueles que já trilharam longe na estrada em que seguimos.
 
Sem nunca ter tido uma experiência similar em minha vida, eu não sei o que pensar deste sentimento que com frequência me surpreende e me deixa com uma inexplicável sensação de frio que ocupa um espaço vazio em minha alma.
 
Existem muitos que estivem com ele por um long tempo, especialmente seu filho HITOHIRA SAITO. Através deles, espero que possamos ver sua luz brilhando, assim como podiamos ver a luz do O-SENSEI brilhando através dele
 
Por minha parte, durante meus treinos junto aos meus alunos e colaboradores, estarei tentando sempre lembrar dos seus ensinamentos, ao máximo da minha capacidade.
 
Pessoalmente, dentro da minha alma, espero poder sempre lembrar do som da sua voz ressoando e da sensação do peso da sua mão sobre minha cabeça, enquanto corrigia meus equívocos e me impulsionava avante na minha descoberta dentro do caminho do AIKI.
 
Aqui deixo uma mensagem de agradecimento, esperançoso de poder reencontra-lo em meus sonhos.
 
 
Carlos Nogueira.